Fundação dos Serviços Sociais

btop-historia

Os Serviços Sociais da PSP foram fundados em 31 de Dezembro de 1959, através do Decreto-Lei 42.794, sendo então Comandante Geral o General Fernando de Oliveira, 1º Director Geral dos Serviços Sociais, figura notável, que foi igualmente Presidente da Câmara Municipal de Tomar e a que hoje se deve a existência desta Grande Instituição.

Os Serviços Sociais vieram suprir uma falha importante no panorama assistencial do pessoal que trabalhava na época na Polícia de Segurança Pública. Nesse momento, ao contrário do que se verifica hoje, não existiam estruturas de apoio na doença e outras que facilitassem a vida do pessoal da PSP e que contribuíssem para a manutenção de um moral elevado por parte do mesmo.

Nos primeiros anos de existência, os Serviços Sociais orientaram-se sobretudo na assistência à doença, habitação social e cantinas, alargando cada vez mais, ao longo dos anos, o seu campo de actuação, e abandonando a assistência na doença, quando o Estado começou a intervir nesse campo, que hoje está a cargo do SAD, que funciona com verbas do Orçamento de Estado.

Actualmente os Serviços Sociais desenvolvem uma grande diversidade de actividades que se traduzem numa vasta panóplia de modalidades de assistência, como seja o apoio à formação através de subsídios e lares, apoio a deficientes e outros casos especialmente gravososempréstimos financeiroshabitação social e temporáriaapoio aos tempos livres através de 4 Hotéis de férias e um Parque de Campismo e o estabelecimento de Protocolos diversos com várias entidades, permitindo o acesso a descontos em vários serviços e produtos, nomeadamente, empréstimos pessoais e à habitação, aquisição de viaturas, (novas e usadas), cursos de formação e universitários, seguros e pensões, viagens, clubes de vídeo, escolas de condução, apoio psicológico, etc.

Decreto-Lei n.º 42 794

Está em... SS PSP Institucional História